:: Urgências e Ambulância : 0034 659 46 91 46 :.
Serviço integral e personalizado
.


Animais de companhia
De férias com a mascote

Fuente: revista consumer. Taduzido por André Caetano

Com a proximidade do primeiro periodo de férias do ano, em muitos sitios surge o problema de que fazer com a mascote da família. Continuam a ser muitos, demasiados, os que optam por abandonar o animal. Mas na maioria dos casos, felizmente, gatos, cäes, pássaros e o resto de animais de companhia permanecem, durante os dias de descanso dos seus donos, ao cuidado de algum amigo ou familiar, nalguna residência especial ou, inclusivé, compartem com o seu amo as férias. Se você decidiu empreender uma viajem acompanhado da sua mascote, assegure-se de que o transporte seja cómodo, tranquilo e seguro.

  • Näo se esqueça de levar a caderneta de vacinaçäo devidamente selada sempre que viaje com o seu animal de companhia.

  • Se vai viajar num transporte público (aviäo, comboio, autocarro, barco), comprove, antecipadamente, as normas da empresa transportadora, assim como as condiçöes e tarifas de viajem nacionais e internacionais aplicáveis ao transporte de animais.

  • Instale o seu pequeno amigo numa caixa de transporte aprovada pela companhia de transportes, e indique na caixa a alimentaçäo que necessita, para além do nome e a direcçäo do seu proprietário.

  • Se o transporte vai ser feito em aviäo, näo permita que coloquem a caixa de transporte da sua mascote na cabine de equipamento. A pressurizaçäo desse compartimento, embora esteja garantida, näo responde sempre às exigências mínimas para o transporte de animais.

  • Quando o destino das suas férias seja o extrangeiro, informe-se com antecedência sobre as condiçöes de admissäo do país que vai visitar. É possivel que, constante seja a sua mascote, deva permanecer separada vários meses devido à quarentena.

  • Nos tranportes de carro, nunca deixe um animal dentro do mesmo quando faz calor, nem sequer à sombra ou com a janela entreaberta. Se faz frio e tem o aquecimento aceso, desligue-o. Um veículo demasiado quente é uma armadilha mortal para eles.

Viajar en coche con mascotas

Cäes

  • Passeie o seu cäo frequentemente de carro para que se acostume a viajar nele.

  • Näo o alimente antes de uma viajem.

  • Reserve-lhe um lugar confortável com uma manta ou uma toalha velha, que, para além disso, protegerá os estofos. Assim, o cäo sentir-se-á cómodo.

  • Se o seu cäo enjoa nas viajens - algo habitual entre os de su raza-, peça ao veterinário que lhe receite algum medicamento específico.

  • Leve sempre um recipiente grande com água e pare no caminho cada 2 ou 3 horas para que o seu amigo canino possa beber, fazer as suas necessidades e correr um pouco.

Gatos

  • Os gatos näo säo bons viajantes, pelo que se vai realizar um trajecto longo, peça ao veterinário que lhe prescreva um tranquilizante suave.

  • Normalmente, os gatos näo fazem as suas necessidades durante o transporte, mas por segurança, cubra o fundo da caixa com jornais ou com um trapo.

  • Pode deixar, no mínimo, sozinho em casa durante alguns dias - näo mais que uma semana -, se toma as devidas precauçöes:

  1. Antes de nada, deixe-lhe uma boa provisäo de água num recipiente que näo possa voltar.

  2. Umas taças de raçäo seca garantizaräo o alimento.

  3. Ponha à sua disposiçäo várias bandejas higiénicas com areäo limpo.

  4. Permita a entrada de luz natural e de alguma corrente de ar.

Aquário

  • Se pensa levar os seus peixes de férias, esqueça. Um aquário nunca deve mover-se, salvo em casos verdadeiramente excepcionais e por motivos inadiáveis.

  • Deixe as suas mascotes aquáticas em casa, mas sem as descuidar dos seus cuidados. Instale um alimentador automático para assegurar-lhes o alimento. Se a viajem se vai prolongar por mais de 15 dias, peça a uma pessoa da sua confiança que se ocupe da limpeza da água.

Pássaros

  • Transporte-os numa caixa de cartäo. Se viajam numa jaula, provavelmente danificaram as penas. Se a sua mascote é um papagaio, a caixa tem de ser de madeira, já que os seus hábitos säo mais destruidores.

  • Assegure-se de proporcionar-lhe uma adequada ventilaçäo: basta fazer uns orifícios na caixa, mas procure que näo sejam demasiado grandes, pois poderiam utilizá-los como ponto de partida para abrir caminho e escapar.

  • Introduza na caixa umas sementes e um troço de maçä cortada en cubos. A sua necesidade de líquidos estará coberta com essa fruta.

Nunca transporte o seu pássaro no porta-bagagens do carro. Os gases do tubo de escape poderiam penetrar e concentrar-se nesse espaço, com consequências fatais.

 

PUNTA UMBRÍA: Plaza de los Marineros, s/n - Tel. 959 31 59 38 - Fax: 959 65 90 42 info@vetpunta.com
HUELVA: c/. San Sebastián, 8 - Tel. 959 28 42 42

Equipa humana · Diagnóstico por imagem · Cirurgia · Laboratório · Hospital · Clínica veterinária · Unidade Móvel · Assesoria · Treino Animal · Cabeleireiro

Loja · Informacäo · Ligaçöes · Contactos · Procurados · Adopçöes

Centro Veterinario Punta

 - Hospital, Clínica Veterinaria e Loja -

- © Copyright Centro Veterinario Punta - Taduzido por André Caetano